Campos comemora 189 anos; entenda porque a data é contestada por historiadores

Published on

Nesta quinta-feira (28), Campos dos Goytacazes comemora a elevação ao status cidade. Historiadores acreditam que a data não é a mais importante na história do município. Catedral Santíssimo Salvador em Campos dos Goytacazes
Foto: Philipe Soares/ Inter TV RJ
Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, comemora, nesta quinta-feira (28), 189 anos de elevação ao status de cidade, mas historiadores acreditam que a data não é a mais importante na história do município.
A historiadora Rafaela Machado, diretora do Arquivo Público de Campos, explica que para se fundar uma cidade era necessário a criação de uma câmara municipal, uma cadeia, uma igreja matriz (à época coberta de palha na atual Rua 13 de Maio) e um pelourinho (local onde se aplicava as decisões da Justiça).
Rafaela Machado – Historiadora e diretora do Arquivo Público de Campos
Foto: Philipe Soares/ Inter TV RJ
Esse conjunto de elementos se concretizou em Campos em 1º de janeiro de 1653 com a criação da Câmara Municipal na cidade.
“É muito importante a gente falar isso, porque é uma das únicas Câmaras do Brasil colônia que é fundada pelo povo e não pelo governador-geral, pelo donatário ou pela própria coroa portuguesa. Percebam que a gente está comemorando, sob o ponto de vista político, uma data formada pela elite da política local, não por aqueles homens que habitavam o, então, povoado”, defende a historiadora.
Na visão da historiadora, outra data importante que também teria mais peso do que o dia 28 de março de 1835 seria o ano de 1632, quando acontece a visita dos chamados sete capitães.
Eles eram criadores de gado no Rio de Janeiro e ganharam as terras campistas como recompensa pelos serviços prestados à coroa portuguesa, principalmente nas guerras contra os franceses.
A historiadora esclarece ainda que, apesar de a maioria das pessoas associarem Campos à produção de cana-de-açúcar, em um primeiro momento, a economia da região estava ligada à pecuária, por causa desses 7 capitães.
Os 7 capitães em Campos criaram redes de alianças políticas e de interesses que conflitou com os moradores locais. O resultado desses conflitos foi justamente a criação da Câmara Municipal.
Outro fato considerado muito relevante foi o Levante de 1748, quando os moradores da região se levantaram e lutaram contra o donatário Visconde de Asseca, resultando na compra dessas terras pela coroa portuguesa.
Benta Pereira (1675-1760) – Heroína campista
Arquivo Público de Campos
“Todo Campista já deve ter ouvido falar na heroína Benta Pereira. A gente está em março, mês das mulheres e a cidade de Campos tem como lema no seu brasão ‘aqui também as mulheres lutam’. Essas mulheres lutam em um contexto muito anterior ao 28 de março de 1835. Parece um desacordo a gente comemorar essa data, quando lá tráz há fatos que são muito mais representativos para a história e a política, mas principalmente para a identidade de Campos dos Goytacazes”.
Rafaela Machado acredita que é preciso olhar para o passado e refletir sobre o que há no presente. Para ela, grandes mulheres como Benta Pereira fizeram parte da criação de Campos, mas em pleno ano de 2024, não há representatividade feminina na Câmara dos Vereadores, nem na Prefeitura, nas tomadas de decisões.
“Quando a gente olha para uma cidade que é construída também a partir da força da mulher, quando uma mulher está inspirando o lema da nossa cidade, a gente se pergunta: o que está acontecendo hoje, em 2024, que reflete a ausência de mulheres em espaços públicos, em lugares de tomada de decisão? […] Será que não é o momento de a gente começar a refletir sobre a cidade que a gente quer deixar para o futuro? Quando a gente pensa nessa cidade, na construção histórica dela, na forma como as mulheres, negros, minorias acabam sendo excluídos dos espaços de poder e decisões, acho que chega o momento crucial na história de Campos do tempo presente, de a gente refletir: Qual é a Campos que a gente quer deixar para o futuro?”
Museu Histórico de Campos dos Goytacazes
Foto: Philipe Soares
Museu Histórico de Campos
Quem deseja conhecer mais a história de Campos e algumas dessas datas que “disputam” o dia a ser comemorado, pode visitar o Museu Histórico de Campos para entender cada contexto e até votar em qual data acredita ser a mais adequada para ser o aniversário da cidade.
O Museu fica na Praça Santíssimo Salvador, no Centro da Cidade, com acesso gratuito.

More like this

UFC: Dana White anuncia aumento de bônus no UFC 300 para mais de R$ 1,5 milhão

O presidente do UFC, Dana White, anunciou aumento no valor do bônus do UFC...

Uso de canabidiol para tratar dependência de crack é melhor do que remédios convencionais, diz estudo

(FOLHAPRESS) - Um estudo pioneiro no Brasil demonstrou que o tratamento de usuários de...

Ricardo Nunes recua sobre instalação de 1,5 mil radares em São Paulo

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), vetou o aumento de radares eletrônicos...