Fórum Amazonizar realizado pela PUC-Rio abre atividades do projeto

Published on

A Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) escolheu o verbo “Amazonizar” para expôr seu movimento de inserir a comunidade acadêmica (corpo docente, pesquisadores e, sobretudo, os jovens), na geração de conhecimento sobre a Amazônia. O ponto de partida deste movimento acontece no dia 29 de maio, quando será realizado no auditório do RDC o Fórum Amazonizar, série de painéis e debates sobre o universo amazônico, organizado pela PUC-Rio.

O evento terá formato híbrido. Os interessados em participar poderão optar por assisti-lo de forma presencial ou por meio do link: https://www.puc-rio.br/ecoa/amazonizar.

“Primeiro é necessário nos amazonizarmos, para depois nos colocarmos a serviço e propor soluções ou apoio para colaborar com atores locais. Ao trazer a Amazônia para o ambiente da Universidade, a PUC-Rio cria um ambicioso projeto, ligado a temas contemporâneos e fundamentais para nossa existência. E, ao levarmos a PUC-Rio para a Amazônia, teremos a dedicação de uma comunidade com longa tradição de pesquisa, ensino e extensão para contribuir com todos que lidam com os desafios da região”, explica o reitor da universidade, o jesuíta Padre Anderson Pedroso.

Caberá a ele abrir o Fórum, às 9h do dia 29, antecedendo painéis nos quais convidados de diversos segmentos falarão sobre temas como “Desafios e oportunidades”, “Cultura e sensibilização” e “A contribuição científica para a Amazônia”. Quem participar do Fórum poderá assistir também ao filme “Amazônia viva”, de Estevão Ciavatta – o diretor comporá ainda o painel “Cultura e sensibilização”, juntamente com Raquel Tupinambá, agricultora e membra da Associação de Moradores Agroextrativistas e Indígenas do Tapajós.

Curadores do Fórum, os professores Jorge Lopes (Depto.de Artes e Design) e Juliano Assunção (Depto.Economia) selecionaram um time de convidados. O painel intitulado “Olhares sobre a Amazônia” reúne o documentarista e produtor de cinema João Moreira Salles e a jornalista e apresentadora Miriam Leitão.

Além deles, debatem os desafios e oportunidades da Amazônia Adriana Ramos, Assessora Política e Direito Socioambiental na Instituto Socioambiental – ISA, Beto Veríssimo, Co-fundador da Imazon e Diretor do Centro de Empreendedorismo da Amazônia, e Carolina Genin, Diretora de Clima no WRI Brasil. E, para falar sobre a contribuição científica para a Amazônia, o fórum traz Antonia Franco, Diretora do INPA – National Institute for Amazonian Research, e Ennio Candotti, Diretor Museu da Amazônia – MUSA e ex-presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

A programação do Fórum Amazonizar PUC-Rio será encerrada com uma apresentação da Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro, orquestra residente da PUC-Rio. “A realização do Fórum mostra o olhar da PUC-Rio para a atualidade, por meio da discussão de um tema crucial para o futuro dos jovens, do Brasil e do mundo, como um todo. A organização do movimento está em linha com a tradição da instituição de abraçar questões de grande envergadura. Foi em nossa Universidade, por exemplo, que se criaram as bases do Plano Real”, destaca o Padre Anderson Pedroso.

The post Fórum Amazonizar realizado pela PUC-Rio abre atividades do projeto appeared first on Super Rádio Tupi.

LEIA TAMBÉM

Guarani e Brusque tentam iniciar reação para sair da zona de rebaixamento da Série B

A briga pela parte debaixo da tabela será destaque nesta quarta-feira quando dois jogos...

Desfalcado e com volta de Ríos, Palmeiras tenta no Maracanã frear reação do Fluminense

O Palmeiras sobe ao gramado do Maracanã, no Rio, nesta quarta-feira, às 21h30 (horário...

Os maiores escândalos envolvendo famosos! De quantos você lembra?

Apesar de serem pessoas públicas e cautelosas com a imagem, várias celebridades não conseguiram...