Diretor da PRF pede desculpas à família de Genivaldo pela primeira vez, após morte em “câmara de gás”

Published on

O diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Antônio Fernando Oliveira, fez um pedido formal de desculpas à família de Genivaldo de Jesus, nesta quinta-feira (25). Essa é a primeira vez que a instituição faz uma declaração formal de desculpa sobre a morte dele, que completa um ano hoje.
“Todos sabem dos fatos recentes que aconteceram e não condizem com o histórico tradicional da PRF. Mas os fatos ocorridos foram traumáticos. Quero aproveitar a oportunidade para uma fala institucional que, não tenho conhecimento se já foi feita e acho necessária, que é um pedido de desculpa formal à família do vitimado. Nosso compromisso é que a PRF cada dia mais seja transparente em todas as nossas ações”, declarou.
A fala do diretor aconteceu durante a apresentação dos estudos para implementação das “bodycams”, as câmeras que devem ser instaladas nos uniformes dos policiais rodoviários federais. A cerimônia foi na sede da PRF e o diretor foi aplaudido após a fala sobre Genivaldo.
A PRF divu

LEIA TAMBÉM

Juventus abre conversas pela contratação de Galeno, do Porto e seleção

(UOL/FOLHAPRESS) - A Juventus demonstrou interesse na contratação do atacante Galeno, que chegou a...

Os esportes mais novos (e os mais antigos) das Olimpíadas modernas

De quatro em quatro anos, o mundo prende a respiração enquanto os atletas mais...

Homem morre afogado após cair de embarcação no Lago Paranoá

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um homem de 27 anos morreu afogado no Lago...