CPF passa a ser número único de identificação, define nova lei

Published on

O Cadastro de Pessoa Física (CPF) passará a ser adotado como um documento suficiente para identificar um cidadão no Brasil e promete facilitar o acesso das pessoas aos serviços públicos e ao cumprimento de algumas obrigações. A mudança ocorre após a sanção da Lei 14.534/2023, assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas passará a valer depois de adequações.

A nova lei determina que fornecimento do número do CPF seja o suficiente para uma pessoa conseguir utilizar alguns serviços, como acessar os prontuários no Sistema Único de Saúde (SUS), informações fiscais e tributárias, se inscrever em programas de transferência de renda e, inclusive, votar. Na prática, ela vai substituir outras numerações de identificações utilizadas e exigidas por diferentes órgãos.

“A numeração do CPF será protagonista, e os indivíduos não mais terão que se recordar ou valer-se de diferentes números”, afirma o senador Esperidião Amin (PP-SC), relator do projeto que originou a lei. “Um número único capaz de interligar todas as dimensões do relacionamento do indivíduo com o Estado e com todas as suas manifestações”, diz.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

More like this

Transmitida por mosquito, febre oropouche tem alta no Brasil

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Brasil registra uma alta de casos de febre...

Haddad confirma meta fiscal de déficit zero para 2025 e salário mínimo de R$ 1.502

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, confirmou no período da tarde desta segunda-feira, 15,...

Ex-Palmeiras, Emerson Santos é oficializado na Ponte Preta: ‘Me sentindo em casa’

A Ponte Preta oficializou nesta segunda-feira a contratação do volante Emerson Santos, de 29...