Pádua, no Noroeste Fluminense, está debaixo d’água

Published on

 


Rio Pomba já atingiu 6,5 metros de altura


|  Foto:
Divulgação/Jornal A Folha


  

Mais uma vez, os moradores de Santo Antônio de Pádua, que fica na região Noroeste Fluminense, vivem o drama das cheias com o transbordamento do Rio Pomba, que corta a cidade. 

Neste domingo (08), as ruas da cidade água já estão completadas alagadas, muitas já atingindo a altura da cintura das pessoas de estaturas medianas. Muitos moradores registram a inundação dos terraços de suas casas. 

Leia +: Deslizamento atinge casas e deixa moradores desabrigados em Niterói

A Prefeitura de Pádua retirou, no sábado (07), todos os equipamentos do Hospital Municipal Hélio Montezano de Oliveira e transferiu para o Ciep 469, pois já se sabia que a água atingiria a unidade de saúde.

Os pacientes internados foram transferidos para municípios vizinhos. Atendimentos menos graves de urgência e emergência estão sendo realizados no próprio Ciep.

 


Hospital Municipal foi esvaziado


|  Foto:
Divulgação/Jornal Sem Limites de Pádua

Os desalojados das chuvas estão abrigados na Escola Estadual Rui Guimarães de Almeida, próximo à rodoviária, na região central do município. Não há registro de vítimas por conta das enchentes. 

De acordo com a Prefeitura, o Rio Pomba já atingiu 6,5 metros, 1,5 metro acima de cota de transbordo. O volume de água é maior que o índice atingido nas cheias do ano passado.

LEIA TAMBÉM

Neymar faz aparição relâmpago na seleção, mas não fica para ver treino

EDER TRASKINILOS ANGELES, EUA (UOL/FOLHAPRESS) - Neymar fez um treino particular no mesmo campo...

Venezuela estreia com vitória sobre o Equador na Copa América

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Venezuela estreou com vitória na Copa América. Neste...

Marisa Monte defende mais cotas para estudantes em show de 90 anos da USP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em show na USP neste sábado (22), em comemoração...