Marginal Tietê, em SP, interditada após grupo incendiar pneus

Published on

 


Todo o trânsito na região foi afetado
Reprodução Band News FM

 

Chamas e fumaças quilométricas interditaram a Marginal Tietê, uma das principais vias da cidade de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (9).

A manifestação que acontece na altura da Ponte dos Remédios é para impedir a circulação de veículos, sendo realizada por um grupo bolsonarista. Entulhos e pneus foram incendiados. 

O bloqueio atrapalha quem chega da rodovia Castelo Branco, que liga a capital ao interior, e quem vem da Marginal Pinheiros, sentido Ayrton Senna. Vídeos publicados nas redes sociais mostram carros tentando fugir do bloqueio na contramão. 

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), disse neste domingo (8) que não vai admitir que ataques ocorridos em Brasília (DF), aconteçam no estado. Ele é aliado do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Para que o Brasil possa caminhar, o debate deve ser o de ideias e a oposição deve ser responsável, apontando direções. Manifestações perdem a legitimidade e a razão a partir do momento em que há violência, depredação ou cerceamento de direitos. Não admitiremos isso em SP!

— Tarcísio Gomes de Freitas (@tarcisiogdf) January 8, 2023

Bolsonaro se manifestou no Twitter sobre as manifestações que culminaram na depredação das sede dos Três Poderes, neste domingo (8), em Brasília.

“Manifestações pacíficas, na forma da lei, fazem parte da democracia. Contudo, depredações e invasões de prédios públicos como ocorridos no dia de hoje, assim como os praticados pela esquerda em 2013 e 2017, fogem à regra”, disse Bolsonaro.

O ex-presidente também diz que durante seu mandato agiu seguindo a Constituição e repudiou “as acusações, sem provas, a mim atribuídas por parte do atual chefe do executivo do Brasil”.

A declaração de Bolsonaro se refere a fala feita pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que disse que os discursos de Bolsonaro estimularam os atos de vandalismo deste domingo.

Ataques

Na tarde deste domingo, manifestantes apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro inconformados com o resultado das eleições invadiram o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal (STF). A invasão começou após a barreira formada por policiais militares na Esplanada dos Ministério, que estava fechada, ter sido rompida.

O Congresso Nacional foi o primeiro a ser invadido, com os manifestantes ocupando a rampa e soltando foguetes. Depois eles quebraram vidro do Salão Negro do Congresso e danificaram o plenário da Casa. Após a depredação no Congresso, eles invadiram o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal (STF). No STF, quebraram vidros e móveis, deixando um cenário de destruição.

LEIA TAMBÉM

Guarani e Brusque tentam iniciar reação para sair da zona de rebaixamento da Série B

A briga pela parte debaixo da tabela será destaque nesta quarta-feira quando dois jogos...

Desfalcado e com volta de Ríos, Palmeiras tenta no Maracanã frear reação do Fluminense

O Palmeiras sobe ao gramado do Maracanã, no Rio, nesta quarta-feira, às 21h30 (horário...

Os maiores escândalos envolvendo famosos! De quantos você lembra?

Apesar de serem pessoas públicas e cautelosas com a imagem, várias celebridades não conseguiram...