Marcelo D2 dispara após ataques terroristas

Published on

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – Marcelo D2, 55, se manifestou após ataques terroristas e invasão de bolsonaristas no Congresso Nacional, Palácio do Planalto e STF (Supremo Tribunal Federal). O rapper acusou o bolsonarismo de ser “radical” e de não existir um “fascismo moderado”.

Em uma publicação no Twitter, o cantor escreveu a seguinte mensagem: “Bolsonarismo é radical…não existe fascismo moderado, não existe nazismo moderado”.

Na mesma rede social, D2 também disparou sobre o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). “Passaram pano para fascista por mais de quatro anos, Bolsonaro mentiu e não o chamaram de mentiroso, Bolsonaro matou e não o chamaram de assassino, Bolsonaro é fascista, assassino e devia ter sido preso já lá quando exaltou Ustra (outro assassino).

Neste domingo (8) à noite, ele também acusou a família Bolsonaro pela invasão em Brasília. “8 de janeiro de 2023 o dia que a família Bolsonaro tentou um golpe de estado”, escreveu.

“Esquece quem está na rua, tem que ir atrás dos organizadores a começar pela familícia neonazista, os Bolsonaros”, continuou ele.

More like this

Abel Ferreira é ‘provocado’ por marca de carros elétricos após dizer que não gosta dos modelos

Abel Ferreira criou polêmica ao dizer que não gosta de carros elétricos. A fala...

Uefa abre investigação contra o Barcelona após prisão de dois torcedores em jogo com o PSG

A Uefa abriu um processo disciplinar contra o Barcelona após o episódio em que...

Ricardo Nunes recua sobre instalação de 1,5 mil radares em São Paulo

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), vetou o aumento de radares eletrônicos...