Justiça mantém presas acusadas de matar professor no Rio de Janeiro

Published on

A Justiça do Rio de Janeiro manteve a prisão das duas mulheres acusadas de matar a facadas, na semana passada, na região central da capital, o guia de turismo e professor Daniel Mascarenhas Xavier da Silva, 31 anos, quando retornava do bairro boêmio da Lapa, onde tinha deixado um grupo de turistas. Ana Claudia Pires Mazeto foi submetida hoje (9) à audiência de custódia e vai permanecer presa à disposição da Justiça. Já Marcelly Andressa Damasceno de Albuquerque não foi levada à presença do juízo por estar hospitalizada, mas vai permanecer presa até que se restabeleça das lesões e seja apresentada à audiência de custódia
Crime
Daniel voltava a pé e iria para o terminal da Central do Brasil pegar uma condução para casa, quando foi abordado por duas mulheres de moto, que anunciaram um assalto. A mulher que vinha na garupa mostrou uma arma e pediu a bolsa da vítima. Em seguida, pediu também o celular. Ele então reagiu e se agarrou com a mulher que estava na garupa. A mulher que pilotava

More like this

Oficial: Nagelsmann diz não ao Bayern e continua na seleção alemã

A Federação Alemã de Futebol (DFB) anunciou nesta sexta-feira (19) a renovação do contrato...

Casos de febre oropouche disparam no Brasil; conheça a doença

O número de casos de febre oropouche quadruplicaram no Brasil. Enquanto em 2023 foram...

Klopp faz o último jogo europeu pelo Liverpool: "Um misto de emoções"

O Liverpool se despediu da Liga Europa na noite de quinta-feira (18), após a...