Desabamento de prédio deixa famílias desalojadas no Rio

Published on

 


O desabamento parcial da laje do terceiro e do segundo pavimento do sobrado localizado na Travessa do Mosqueira obstruiu parte da rua


|  Foto:
Fernando Frazão/Agência Brasil

 

Partes de um prédio localizado na Lapa, na região central do Rio, desabou na madrugada deste domingo (8). O desabamento, de acordo com a prefeitura do Rio deixou dez famílias desalojadas e um homem de 28 anos ferido. Ele foi atendido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, e já teve alta.

A moradora Denise de Lima, 64 anos, estava em casa quando ouviu um estrondo muito próximo a ela. O desabamento ocorreu a cerca de dois metros de distância do quarto onde vive com o filho, de 28 anos. “Foi aquele barulhão, aquela poeira, a fiação de luz caiu toda em cima de mim, me enrolei toda para descer, mas consegui”, diz. “Tem horas que eu me belisco. Sou eu que estou aqui mesmo? Estou assim, parece que morri e estou viva na vida eterna, em uma segunda vida. Foi um livramento”.

O filho estava na casa da namorada esta noite. Agora, Denise, que não tem família na cidade, foi acolhida por vizinhos e aguarda a assistência. “O que nos prometeram é ir atrás do CRAS [Centro de Referência da Assistência Social] para pleitear um aluguel social, provando que moramos aqui. Sabemos que é um processo longo e demorado. Não dá para ficar assim. Quem tem parente já foi embora. Eu não tenho para onde de imediato”.

Ela morava há dez anos no edifício e conta que precisou deixar para trás todos os pertences, porque está impedida de entrar no prédio por conta do risco de novos desabamentos. Ficaram para trás também três gatos que ela diz que tentará alimentar. Ela também espera conseguir roupas para poder tomar um banho.

Quem mora no edifício ao lado também teme o desabamento. “Estamos tensos porque irão mexer na estrutura e não sabemos se vai abalar aqui. Estamos aguardando a Defesa Civil dar um diagnóstico real. Até agora nos disseram que a estrutura não está abalada, mas não sabemos como será quando mexerem no prédio ao lado”, diz Jorgeane Oliveira, 38 anos, que mora no prédio vizinho, há 17 anos com os seis filhos.

De acordo com a prefeitura, equipes da Secretaria Municipal de Assistência Social atenderam 10 famílias desalojadas, sendo 14 adultos e um bebê. De acordo com a pasta, foi oferecido acolhimento institucional, mas os moradores preferiram ficar em casa de parentes e amigos.  Segundo a secretaria, amanhã (9), cada uma das famílias receberá o Cartão do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), para situações de emergência, no valor de R$ 250, no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) Professora Ismênia Lima Martins, no Centro, que acompanhará o caso.

O desabamento parcial da laje do terceiro e do segundo pavimento do sobrado localizado na Travessa do Mosqueira obstruiu parte da rua. O edifício tem três pavimentos, possui lojas no primeiro. O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro informou que foi acionado, na madrugada. Militares do quartel Central atuaram na evacuação do prédio e no resgate.

Fonte: Agência Brasil

LEIA TAMBÉM

Seleção feminina perde do Japão e disputa 3º lugar na Liga das Nações de vôlei

Após uma campanha perfeita, com 13 vitórias em 13 jogos na Liga das Nações,...

Lando Norris desbanca Vertappen e conquista a pole no GP da Espanha de F-1

Lando Norris conseguiu superar um susto para conquistar a pole para o GP da...

Pais de criança com doença rara acionam Justiça para que União compre remédio de R$ 15 mi

PATRÍCIA PASQUINISÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A família de Murilo Gabriel Costa Nascimento, 4,...