Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, tem 6,8 mil desalojados com cheia do Rio Pomba

Published on

No total, estima-se que 13.650 pessoas foram afetadas pelo transbordamento. Transbordamento do Rio Pomba causou muitos transtornos na cidade
Tiago Vieira/PR Drone
Pelo menos 6,8 mil famílias de Santo Antônio de Pádua, no Norte Fluminense, precisaram deixar suas casas com a cheia do Rio Pomba, que corta toda a região central da cidade. De acordo com a Defesa Civil, o total de pessoas afetadas chega a 13.650 no momento.
O último boletim divulgado pelo município, às 11h deste domingo (8) aponta que o nível do rio estava em 6,51 metros.
A cota de transbordo é de 5 metros.
A Defesa Civil anunciou, no início da tarde deste domingo, que, devido à cheia do Rio Pomba, as pontes de pedestres Abel Malafaia e Alberides Gabry estão interditadas.
Para atender às famílias afetadas, um hospital de campanha foi montado na cidade, além da abertura de um abrigo público no Colégio Cerga.
O Hospital de Campanha está funcionando no Ciep 469, na Av. Chaim Elías, sem número.
Praça Pereira Lima, no Centro de Pádua, coberta pela água do Rio Pomba.
Tiago Vieira / PR Drone
No momento, 13 pessoas estão no abrigo.
O Hospital de Campanha está funcionando no Ciep 469, na Av. Chaim Elías, sem número.
Nesta tarde, continua a previsão de chuvas fortes e elevação dos rios em todo o Noroeste Fluminense e também na Zona da Mata Mineira, de onde partem os rios que cortam o Noroeste.

More like this

António Oliveira abraça o ‘corintianismo’ e muda ambiente em duas semanas

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O técnico António Oliveira se mostra bem à vontade...

Aprenda a limpar corretamente a tábua de corte e evite bactérias

tábua de corte é um item indispensável na cozinha, utilizado para cortar e preparar...

Família que fugiu da Ucrânia volta a perder tudo no incêndio de Valência

Um casal de ucranianos que deixou o país devido ao início da guerra e...