Morre Roberto Dinamite, maior ídolo da história do Vasco

Published on

 


Roberto Dinamite é o maior artilheiro da história do Vasco


|  Foto:
Daniel Ramalho/CRVG


  

Morreu, na manhã deste domingo (8), Carlos Roberto de Oliveira, mais conhecido com Roberto Dinamite, maior ídolo da história do Vasco. O ex-jogador faleceu aos 68 anos vítima de um câncer no intestino, descoberto ainda em 2021. Após uma piora no seu quadro, Dinamite deu entrada no hospital da Unimed, no Rio de Janeiro no último sábado (7) e foi internado. Porém, ele não resistiu.

Dinamite nasceu em 13 de abril de 1954, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. No futebol, se destacou com a camisa do Vasco da Gama, por onde atuou por 1.110 jogos e marcou 702 gols. Jogou no clube carioca durante a década de 70, 80 e 90, onde encerrou a carreira e jogou por 21 dos seus 22 anos como atleta.

Leia +: Doente, Roberto Dinamite recebe visita de Zico e celebra a amizade 

Leia +: Abraçado à neta, Dinamite emociona após vitória do Vasco; confira

Com a camisa do Gigante da Colina, Roberto Dinamite conquistou um Campeonato Brasileiro em 1974, além de cinco Campeonatos Cariocas, em 1977, 1982, 1987, 1988 e 1992.

Trajetória no Vasco

Dinamite estreou pelo Cruzmaltino  em 14 de novembro de 1971, contra o Bahia pelo Campeonato Brasileiro e já deixou sua marca logo de cara. O então jovem de 17 anos, marcou um gol na partida e dava indícios do que poderia vir pela frente.

Com suas boas atuações e muitos gols, Roberto fixou seu nome como o maior ídolo da história do Vasco e contou também com passagens pelo Barcelona, da Espanha e Seleção Brasileira.

 


Foto de Roberto Dinamite ganhou o prêmio Esso


|  Foto:
Ronaldo Theobald


  

Além do faro de gol, seu apelido de ‘Dinamite’ se consolidou depois uma bela atuação na vitória do Vasco por 2 a 0 contra o Internacional, no Maracanã. Após anotar um gol em um chute muito forte, isso viria a se tornar sua principal marca. 

Após nove temporadas com muitos títulos e gols, Roberto Dinamite deixou o Vasco da Gama no início da década de 80 rumo ao Barcelona, da Espanha. Mas a separação durou apenas três meses e logo o artilheiro estava de volta à Colina. Em seu jogo de volta, o Maracanã contava com mais de 100 mil pessoas e viu mais um recorde ser quebrado pelo jogador.  

Em uma partida contra o Corinthians, o Vasco venceu por 5 a 2, com todos os tentos marcados por Dinamite. Com isso, ele se tornou o primeiro e único jogador na história a marcar cinco gols em uma única partida do Campeonato Brasileiro.  

O ex-jogador também teve breves passagens pela Portuguesa, em 1989, e pelo Campo Grande, em 1991, até que retornou novamente para o Gigante da Colina para encerrar a carreira em fevereiro de 1993. Na ocasião, o Vasco fez um amistoso contra o La Coruña, da Espanha, no Maracanã. Esse dia ficou marcado também porque Zico, maior ídolo do rival Flamengo, vestiu a camisa cruz-maltina para homenagear o amigo em sua despedida.

 


Dinamite em partida pelo Vasco


|  Foto:
Reprodução


  

Porém, sua relação com o Vasco não havia se encerrado ali. Em 2008, Roberto Dinamite foi eleito Presidente do clube carioca e foi reeleito em 2011. O ídolo teve que conviver com altos e baixos durante seu mandato. 

Em seu primeiro ano como presidente do Vasco, Dinamite teve que lidar com o primeiro rebaixamento da história do clube. Muitos problemas assolavam o Cruzmaltino, além de duras críticas da torcida.

No entanto, no ano seguinte, a equipe conquistou o título da Série B e, em 2011, alcançou o inédito título da Copa do Brasil, com o time que foi embalado como “Trem Bala da Colina”. 

Em abril do ano passado, Dinamite recebeu uma homenagem do clube, com uma estátua sendo instalada no estádio de São Januário e grande festa da torcida. Para conseguir erguer o monumento, o Vasco contou com um programa de financiamento coletivo , que arrecadou R$ 190 mil em menos de seis horas.

 

<!–

–>

  

Seleção Brasileira

Com a camisa do Brasil, ele marcou 26 gols e foi a duas Copas do Mundo, em 1978, na Argentina e 1982, na Espanha. Essa, Dinamite não chegou a entrar em campo.

Números

– Jogos pelo Vasco: 1.110 (recorde na história do clube)

– Gols pelo Vasco: 708 

– Gols pela Seleção Brasileira: 26

– Gols pelo Barcelona: 3 

– Gols pela Portuguesa: 11

– Total de gols na carreira: 784

– Maior Artilheiro em Campeonatos Brasileiros: 190 gols

– Maior Artilheiro do Campeonato Carioca: 279 gols

– Maior Artilheiro em São Januário: 184 gols

Títulos pelo Vasco

– Campeonato Brasileiro: 1974

– Campeonato Brasileiro de seleções estaduais: 1987

– Campeonato Carioca: 1977, 1982, 1987, 1988 e 1992

– Taça Guanabara: 1976, 1977, 1986, 1987, 1990 e 1992

– Taça Rio: 1975, 1977, 1980, 1981, 1984 e 1988

– Copa Rio: 1984, 1988, 1992

– Torneio do Bicentenário dos Estados Unidos: 1976

– Copa Rio Branco: 1976

– Taça Oswaldo Cruz: 1976

– Copa Atlântica: 1976

– Torneio Quadrangular do Rio: 1973

– Copa da cidade de Sevilla (Espanha): 1979

– Torneio Colombino Huelva (Espanha): 1980

– Copa Manauense: 1980

– Troféu da cidade de Funchal (Portugal): 1981

– Copa João Havelange: 1981

– Torneio Verão: 1982

– Troféu Ramon de Carranza: 1987 e 1988

– Copa de Ouro: 1987

– Copa do Rei Pelé: 1991

Fonte: Vasco

LEIA TAMBÉM

Lei da igualdade salarial tem boa adesão das empresas, diz ministro

Sancionada no ano passado, a Lei da Igualdade Salarial, que visa garantir a igualdade...

Rafael Cardoso pagará multa de 2 salários mínimos por agredir idoso

(FOLHAPRESS) - O ator Rafael Cardoso, 38, pagará multa de apenas dois salários mínimos...

Carille revela cobrança no intervalo do jogo com Ituano e diz que Corinthians ‘já passou’

O técnico Fábio Carille revelou, em entrevista coletiva, que cobrou postura firme do time...