Aberto da Austrália confirma desistência de Naomi Osaka, ex-número 1 do mundo

Published on

A tenista japonesa Naomi Osaka confirmou neste domingo que não jogará o Aberto da Austrália 2023. Atual número 42 do ranking da WTA, a tenista é bicampeã do Grand Slam em Melbourne, com vitórias em 2019 e 2021, mas não joga desde setembro do ano passado. O motivo da desistência ainda não foi revelado.

A ex-número 1 do mundo não foi listada para jogar o torneio preparatório em Adelaide quando surgiram dúvidas sobre sua participação no Grand Slam. Com isso, a ucraniana Dayana Yastremska foi promovida para a chave principal em seu lugar.

“Naomi Osaka desistiu do Aberto da Austrália. Sentiremos sua falta em #AO2023”, informou o perfil oficial da competição através das redes sociais.

Desde agosto de 2022, Naomi só completou um jogo oficial até aqui e foi eliminada na primeira rodada em três competições diferentes, incluindo o US Open, no qual perdeu para a americana Danielle Collins. No WTA de Tokyo, Osaka se classificou após desistência da australiana Daria Saville por lesão e, na sequência, desistiu de disputar a partida contra a brasileira Beatriz Haddad Maia. Osaka não jogou mais desde então.

Bicampeã também do US Open, a japonesa tirou uma pausa na carreira por questões de saúde mental após um incidente no Aberto da França de 2021 e depois revelou uma luta de vários anos contra depressão e ansiedade.

Com data de início prevista para o dia 16 de janeiro, o Aberto da Austrália já perdeu alguns cabeças de chave além de Naomi Osaka. Número 1 do ranking da ATP, Carlos Alcaraz não jogará o Grand Slam por uma lesão no tornozelo. No feminino, Simona Halep e Venus Williams são outras que ficarão fora do torneio.

More like this

Cruzeiro anuncia a chegada do atacante argentino Barreal: ‘Ansioso para começar a jogar’

O Cruzeiro pode ter um ataque argentino na reta final do Campeonato Mineiro e...

Caso Daniel Alves: MP da Espanha vai recorrer para endurecer pena de jogador brasileiro

O Ministério Público espanhol vai recorrer da sentença de Daniel Alves por agressão sexual,...

Médico é indiciado por fala xenofóbica contra enfermeira nordestina no RS

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A Polícia Civil do Rio Grande do Sul concluiu...