Família do RJ conta a saga para a chegada de quadrigêmeos: ‘Fomos presenteados’

Published on

Bebês nasceram em Nitéroi, no dia 2 de janeiro, e seguem internados para ganhar peso. Pai diz que já montou escala na família para cuidar dos bebês. Jade, Linda, Bela e Miguel: os quadrigêmeos apressadinhos de 2023
Arquivo pessoal
O economista Jimes Fernandes, 35 anos, e a monitora de qualidade Pâmela Senna, também de 35 anos, casaram-se em janeiro de 2022 e queriam ser pais logo. Tentaram durante uns três meses e, na sequência, Pâmela pediu uma ajudinha a sua ginecologista, que indicou um indutor de ovulação.
Ela até esperava que pudesse ser mãe de gêmeos, por causa da medicação e por ter casos na família, mas não de quadrigêmeos.
“Eu fiquei paralisada, mas depois a ficha foi caindo e vi que fomos presenteados”, contou ela no perfil @quadrigemeosdapam , e que agora já é mamãe de Linda, Bela, Jade e Miguel.
Pâmela Senna e seu barrigão: repouso absoluto por dois meses
Arquivo pessoal
Os bebês nasceram no dia 2 de janeiro, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, depois de uma saga para que a gestação fosse segura para mãe e bebês.
Mudança e repouso absoluto
“Somos de Macaé (Região dos Lagos), mas quando a Pâmela estava com 23 semanas de gestação, teve um sangramento e um possível parto prematuro. Tivemos que vir para Niterói porque na nossa cidade não tinha hospital com UTI neonatal para abrigar os quatro bebês”, conta Jimes.
Pâmela ficou internada, em repouso absoluto por dois meses, para tentar levar a gestação o mais longe possível.
“No início, ela só saía da cama para fazer a ultrassonografia dos bebês. Depois até esse movimento ficou arriscado e ela fazia tudo na cama”, conta Jimes, que também trabalha embarcado, e se dividia 14 dias no mar, e 14 dias no hospital com a mulher.
Bebês nos segundo dia do ano
A previsão era a de que os quadrigêmeos nascessem no dia 13 de janeiro, depois mudou para o dia 3, mas Linda, Bela, Jade e Miguel não quiseram esperar e romperam a bolsa de líquido amniótico no dia 2 provocando o corre-corre de todo mundo.
“Eu estava indo cortar o cabelo, quando me ligaram, chamaram mais de 10 médicos para acompanha o parto. Foi uma loucura, mas deu tudo certo”, conta Jimes, que segue acompanhando a mulher e os filhos no hospital até que eles possam ter alta.
Super time de médicos para dar conta dos quatro bebês
Arquivo pessoal
“A Pam está fazendo fisioterapia porque estava com dificuldade para andar, já que ficou muito tempo de cama. Mas está bem e já anda sozinha. Os bebês devem ter alta em separado, já que cada um tem um grau de evolução, as meninas já respiram sozinhas. Miguel ainda precisa do respirador, mas isso já era esperado. Eles nasceram bem, com 1,4kg, 1,3kg, mas devem ficar mais um mês no hospital até ganharem mais peso”, conta Jimes.
Família vai morar perto do hospital
Para dar conta da nova rotina da família, papai Jimes alugou uma casa em São Gonçalo, também na Região Metropolitana, para ficar mais perto e poder receber os novos membros dela à medida que cada um for deixando o hospital.
Também já montou uma escala de ajudantes para que ele e a mulher deem conta de cuidar dos bebês.
“Quando vi que eram quatro, foi um susto, mas depois virou uma alegria. Também dá medo de não conseguir manter, comprar as coisas, mas foi dando tudo certo, todo mundo ajudando. Agora já tem até escala para cuidar dos bebês”, diz.
Jimes e Pâmela com seus bebês: deu tudo certo
Arquivo pessoal
Jimes e Pâmela quando descobriram que a família ia ganhar quatro membros
Reprodução/Redes sociais
Jimes e Pâmela: susto e alegria
Reprodução/Redes sociais

LEIA TAMBÉM

As lutas dos famosos contra o Câncer (e quem venceu a doença)!

Estima-se que 10 milhões de pessoas morram de câncer todos os anos e quase...

Influenciador morre em acidente de carro aos 22 anos

Lucas Alexandre Barros de Sousa, influenciador de 22 anos, faleceu na madrugada deste sábado...

Atriz conta que teve "obsessão sexual" após morte do companheiro

A atriz britânica Jill Halfpenny, de 48 anos, revelou que passou por uma obsessão...