Lucio Flávio projeta 4 ou 5 rodadas com o time Sub-23 no início do Estadual

Published on

O time Sub-23 do Botafogo segue a preparação para a estreia no Campeonato Estadual, marcada para domingo dia 15, contra o Audax, às 16h, no estádio Nilton Santos. Sob o comando de Lucio Flávio, a equipe conta com algumas caras novas, figuras conhecidas do torcedor, atletas do Sub-23 e revelados nas categorias de base alvinegra.

“A preparação vem tendo uma projeção interessante. Nós estamos basicamente há duas semanas treinando. A primeira semana sempre é para exames médicos, testes e um pouco da parte física também. A segunda já é feito um trabalho de readaptação com bola. Alguns jogadores já faziam parte desse contexto do time sub-23, outros foram agregados do time principal e do sub-20. Tenho passado que é uma grande oportunidade para eles estarem inseridos na equipe profissional do Botafogo em uma competição importante. Independentemente do número de jogos que essa equipe venha a fazer, que sejam jogos que demonstre nossa capacidade e bom perfil para quando nós entregarmos ao time principal, que o clube esteja em uma boa posição na tabela de classificação”, comentou Lucio Flávio com exclusividade ao tupi.fm.

O treinador fez uma projeção de jogos da equipe que vai disputar o início da competição.

“Vamos trabalhar em cima da projeção e programação do time principal. A equipe se apresenta no dia 9 (janeiro) para iniciar a pré-temporada. Em princípio, estamos projetando quatro ou cinco rodadas com essa equipe sub-23. Como nós estamos num momento de formatação, alguns jogadores ainda com a possibilidade de chegar ao clube, estamos trabalhando com os atletas que nós conhecemos. Alguns já jogaram o Estadual de 2022, casos do Raí e Juninho, que retornou da Bélgica. Nós temos o Janderson, que a gente credita muito no potencial nele. Infelizmente, ao fim da temporada do Sub-23, ele acabou passando por uma intervenção no joelho, mas já está num processo de recuperação. São jogadores que depositamos confiança e esperança no sentido de em breve estarem no time principal”, falou

Confira outros trechos da entrevista

Relação com Luís Castro

É do conhecimento de todos a chegada do coordenador metodológico, que foi um profissional indicado e trazido pelo Luis Castro. Ele surgiu para ser o elo entre eu, as categorias de base e o Luis Castro. Ela é feita pelo João Costa. Sempre procuro passar da minha parte as informações necessárias quanto aquilo que é uma ideia ou projeto com relação aos atletas que estão aqui, ou os atletas das categorias de base que possuem possibilidade de no futuro chegar ao time principal.

Janderson

O Janderson é um atacante mais de centro de campo que tem muita mobilidade. Ele tem um poder de finalização muito interessante e certamente quando estiver em um nível melhor fisicamente e num ritmo ideal em termos de jogo será um jogador pra gente ficar bastante de olho. Ele pode num futuro breve figurar na equipe principal e jogar naquilo que é o Botafogo em termos de projeto. Essa categoria sub-23 pode ser usada como preparação para o time principal.

Bernardo Valim

É um atleta que o clube vê com bons olhos. Jogador técnico, com perfil físico muito bom, boa estatura, excelente passe e aos poucos vai sendo trabalhado numa execução mais próxima de um contexto profissional. Ele teve o primeiro contato com a equipe principal sendo importante ter ido nessa viagem para a Inglaterra. Tá sendo preparado. Por vezes vai treinar no principal, em outros momentos desce para fazer jogos no sub-23 e sub-20. Apostamos que, no futuro, ele venha trazer bons frutos para o clube.

Volta de Juninho

Durante esse período de recesso foi me consultado que existia uma oportunidade de retorno e como conheço bem o atleta comentei que caso não fosse ser aproveitado na Bélgica eu veria com bons olhos, até porque é um jogador que a gente entende que quanto mais tiver jogando é melhor. Essa mudança de país e clube num primeiro momento os jogadores não conseguem ter o espaço ideal. Hoje o jogador está reintegrado ao nosso elenco.

Jeffinho

É um jogador que a gente gosta de ver dentro do contexto do futebol brasileiro. Leve, rápido e com drible. Ele mostrou uma personalidade muito grande jogando uma Série A logo de cara no primeiro ano no Botafogo. O clube espera uma afirmação em relação a 2022. Ele está amadurecendo e certamente será um nome do Botafogo esse ano.

Raí, Iago André e Bernardo Valim

São jogadores que num primeiro momento estavam inseridos no contexto do Sub-20. Eles vão ficar no Sub-23 trabalhando e performando. Vamos acompanhar o desenvolvimento na Copinha e conforme o time for passando de fase e o clube entender que haja possibilidade desses atletas irem para alguns dos jogos decisivos pode ser que isso aconteça. Se tiverem sendo titulares no sub-23 dificilmente vai acontecer.

Fim do Brasileiro de Aspirantes

Como nós estamos mais focados no Estadual, em princípio ainda não abordamos com um pouco mais de firmeza essa questão com a diretoria. Nessas duas semanas estamos trabalhando para uma melhora visando o Carioca. Certamente vai existir uma programação em termos de projeto da direção em relação à categoria. Não ter o Campeonato Brasileiro não é o cenário ideal. Vai ser feito algo para continuidade da categoria no Botafogo. O clube trabalha muito nessa linha de fortalecer a geração de grandes talentos. Também é muito importante a utilização de quem estoura a idade no sub-20 e possa ser aproveitado para não se perder num primeiro momento.

Oportunidade pessoal na carreira

Com a SAF, o clube melhorou em todos os aspectos. Como um profissional que fazia parte no contexto de um auxiliar do clube que pode ajudar a equipe principal, trabalhar no sub-23 é óbvio que é um trabalho um pouco diferente pela transição que existe entre base e profissional. Porém, ao mesmo tempo acaba sendo um parâmetro de melhora pra mim como treinador. Uma pessoa que deseja como projeção uma comissão técnica, inclusive com essa chegada do coordenador implementando a atual metodologia, tem sido algo de muito valor aqui dentro e nós que estamos aqui procurando aproveitar ao máximo tudo isso.

SAF’s no Brasil

Cada vez será mais casual aqui no Brasil. Os clubes que não se prepararem de forma profissional vão ficando pra trás. Cada SAF tem sua característica diferente. Vai ser importante no sentido do clube buscar cada vez mais uma direção profissional, lidando com o futebol de forma mais séria que dê, no dia a dia, melhores resultados.

Time principal para 2023

Existe uma equipe montada da última temporada e mantendo a comissão técnica. São ingredientes importantes para ter uma tendência de bom trabalho. O clube vai buscar de forma pontual alguns reforços. Expectativa de ver o Botafogo numa outra vitrine esse ano.

The post Lucio Flávio projeta 4 ou 5 rodadas com o time Sub-23 no início do Estadual appeared first on Super Rádio Tupi.

More like this

Concessionária divulga imagens do aeroporto de Porto Alegre após limpeza

A concessionária Fraport Brasil divulgou imagens de como ficou o Aeroporto Internacional Salgado Filho,...

Justiça obriga governo de SP a reduzir limite de velocidade e a instalar radares em rodovia

A Justiça de São Paulo negou recurso impetrado pelo governo de São Paulo e,...

Gastrite: causas, sintomas e tratamento

A gastrite é uma inflamação do revestimento do estômago que pode afetar as pessoas...