Ao tomar posse como ministra, Simone Tebet promete ‘dar visibilidade aos invisíveis’

Published on

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) assumiu o comando do Ministério do Planejamento e Orçamento em solenidade realizada nesta quinta-feira (05) no Palácio do Planalto, em Brasília. Ao fazer um discurso de posse, a nova ministra prometeu trabalhar em sintonia com os demais integrantes da equipe econômica e garantiu que a missão dela na frente da pasta será “dar visibilidade aos invisíveis”.

“Os pobres estarão, prioritariamente, no orçamento público. Mas não apenas eles: a primeira infância, os jovens, os idosos, estarão no orçamento. As mulheres, os negros, os povos originários, estarão no orçamento; as pessoas com deficiência, a comunidade LBGTQIA+ estarão no orçamento. Os trabalhadores estarão no orçamento. Passou da hora de dar visibilidade aos invisíveis”, declarou.

No entanto, Tebet fez questão de ressaltar a importância de “colocar o brasileiro no orçamento”, sem descuidar da responsabilidade fiscal. “Nosso plano de governo tem que abarcar todas essas necessidades sem causar desarranjo nas contas públicas. De olho na dívida pública e nos indicadores econômicos. Comandado pelo nosso ministro da Fazenda, Fernando Haddad, essa é nossa árdua, mas possível, missão”, garantiu.

Ainda no discurso de posse, a senadora agradeceu ao presidente Lula pela nomeação. Ela relatou que inicialmente estava inclinada a não aceitar um ministério e que foi pega de surpresa com o convite para assumir justamente a pasta do Planejamento e Orçamento.

“A minha surpresa foi dupla. A primeira foi porque fui escolhida para ser ministra, a segunda é que fui parar justamente em uma pauta que é a que tenho alguma divergência. Tenho total sinergia e coincidência na pauta social e de costumes. Estava pronta e preparada para assumir qualquer tarefa nessa área. Fui parar na pauta econômica”, afirmou Tebet.

Vista como mais liberal do que os demais integrantes do primeiro escalão da equipe econômica, a nova ministra do Planejamento e Orçamento elogiou o fato do novo chefe do Executivo querer pensamentos diferentes trabalhando neste mesmo setor.

“Quando eu abri a minha boca para agradecer e dizer ao presidente que achava que havia algum equívoco, pois nessa pauta, eu, Haddad, Alckmin, Esther, nós temos divergências econômicas, ele simplesmente me ignorou. É como se dissesse: ‘É isso que eu quero, porque sou um presidente democrata’”, relatou Tebet. “Um presidente democrata não quer apenas os iguais, quer os diferentes para somar. É assim que se constrói uma sociedade soberana, igual e justa para todos”, complementou

Também ao longo do discurso na cerimônia de posse, Simone Tebet anunciou que o Ministério do Planejamento e Orçamento terá uma Secretaria de Avaliação e Monitoramento de Políticas Públicas. Ela também antecipou que aproximadamente 70% dos cargos da pasta estão escolhidos e que gostaria de ter um servidor do Tribunal de Contas da União (TCU) em uma diretoria, para que este a ajudasse na tarefa de avaliar os gastos do governo.

The post Ao tomar posse como ministra, Simone Tebet promete ‘dar visibilidade aos invisíveis’ appeared first on Super Rádio Tupi.

LEIA TAMBÉM

Anderson Silva e Sonnen não empolgam no ringue, mas despedida da lenda do MMA emociona público

Na tão aguardada trilogia entre Anderson Silva e Chael Sonnen, o resultado não foi...

Seleção feminina de vôlei arrasa Turquia e conquista feito inédito na Liga das Nações

A seleção brasileiro feminina de vôlei continua fazendo história na Liga dos Nações e...

Cruzeiro surpreende e anuncia contratação de Dudu, ídolo do Palmeiras

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Cruzeiro surpreendeu e anunciou, na tarde de sábado...