MEC revoga portaria sobre a abertura de cursos de medicina

Published on

O Ministério da Educação (MEC) revogou uma portaria publicada pela administração anterior, do então ministro Victor Godoy, do governo de Jair Bolsonaro. A portaria trazia novas regras para abertura de cursos de medicina no país. Segundo o atual ministro, Camilo Santana, a revogação ocorreu pelo “princípio da prudência”.
“Decidi revogá-la pelo princípio da prudência, antes que produzisse efeitos, para que seja feita uma avaliação criteriosa e segura dos seus termos”, explicou o ministro em uma rede social. Nas últimas horas do dia 31 de dezembro e, consequentemente, do fim do governo anterior, o MEC publicou a portaria. Essas novas regras, segundo Godoy, valorizavam a relação entre o curso e a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) local.
“Portaria do MEC que valoriza o programa Médicos pelo Brasil e determina que a abertura de cursos privados de medicina que usam a rede pública de saúde façam repasses importantes ao SUS e concedam bolsas a alunos carentes foi revogada pelo novo governo

LEIA TAMBÉM

Flick elogia garotos, mas pede a contratação de jogador decisivo ao Barcelona

Apesar da expectativa criada em torno de suas jovens promessas, como o atacante Lamine...

Netflix cresce o dobro do que projetava e chega a 277 milhões de assinantes em todo o mundo

(FOLHAPRESS) - Em carta para acionistas, a Netflix comemorou um crescimento acima do esperado...

Ministro confirma que Argentina mandou ouro do banco central para o exterior

(FOLHAPRESS) - Após dias de silêncio, o ministro da Economia da Argentina, Luis Caputo,...