Antonieta de Barros passa a ser considerada como “heroína da pátria”

Published on

O nome da primeira mulher negra a ser eleita deputada no Brasil agora está no livro dos Heróis e Heroínas da Pátria. É Antonieta de Barros, do estado de Santa Catarina e que foi deputada estadual em 1934. A lei que inclui e torna Antonieta como heroína brasileira foi sanciona pelo presidente Lula nesta quinta-feira.
Antonieta de Barros sempre teve seu nome marcado na história de Santa Catarina. É chamada de revolucionária principalmente na educação negra e pobre. Ela foi professora e fundou uma escola em Florianópolis quando a cidade ainda era chamada de desterro aulas eram voltadas para adultos e crianças carentes.
Na década de 1930, quando se elegeu deputada, o envolvimento das mulheres na política ainda era algo raro. Por ser negra, ter sido eleita na época foi um feito inédito. A professora e pesquisadora da história africana e afro-brasileira em Santa Catarina, Alessandra, Cristina Bernardino, destacou a importância de Antonieta de Barros.
Antonieta de Barros criou a lei estadu

More like this

Médico capixaba vai ao RS como voluntário, sofre enfarte e está na UTI em estado grave

Um médico anestesista capixaba sofreu um enfarte no dia 20 de maio enquanto realizava...

Ataque a campo de refugiados de Gaza foi ‘incidente trágico’, diz Netanyahu

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou que o...

Alckmin afirma que auxílio às grandes empresas do RS será anunciado entre hoje e amanhã

O vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Gerado Alckmin,...