Familiares lamentam e contam detalhes do caso do entregador morto em SG

Published on

“Ele trabalhava de manhã de carteira assinada, e à noite trabalhava na entrega dos lanches, que era o freelance dele. Ele era um menino trabalhador, honesto, justo, um menino de família.  Um menino que ajudava a sustentar a casa de um pai aposentado e uma mãe que não trabalhava. A gente sabe que falar é a forma de esclarecer quem era o Matheus. A nossa fala é só para dizer que o Matheus era trabalhador. Ele não era um criminoso”. 
O desabafo é da cunhada do Matheus Lemos de Souza, de 22 anos, que levou cinco tiros no início da madrugada do último dia 31, durante uma tentativa de assalto, no Rocha, em São Gonçalo. Após lutar pela vida, Matheus morreu no início da manhã desta segunda-feira (02). 
O jovem, que estava fazendo a última entrega de lanches, voltou ao local, pouco após a meia noite, após um problema na máquina de cartão.  

|

LEIA TAMBÉM

Neymar faz aparição relâmpago na seleção, mas não fica para ver treino

EDER TRASKINILOS ANGELES, EUA (UOL/FOLHAPRESS) - Neymar fez um treino particular no mesmo campo...

Venezuela estreia com vitória sobre o Equador na Copa América

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Venezuela estreou com vitória na Copa América. Neste...

Marisa Monte defende mais cotas para estudantes em show de 90 anos da USP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em show na USP neste sábado (22), em comemoração...