Lula retira Petrobras da privatização e assina MPs dos R$ 600 e dos combustíveis

Published on

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já assinou os primeiros atos de seu governo. A lista inclui despacho que autoriza ministros a retirarem Petrobras, Correios e Empresa Brasileira de Comunicação (EBC) do processo de desestatização, iniciado pelos ministros do governo de Jair Bolsonaro.

A equipe de transição do presidente já tinha recomendado o cancelamento dos processos de privatização em 2023. O relatório final da equipe traz ainda a indicação para interromper a privatização da Nuclebrás Equipamentos Pesados (Nuclep), a Empresa Brasileira de Administração de Petróleo e Gás Natural (PPSA) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O anúncio de hoje, no entanto, não cita essas outras estatais. O despacho deve ser publicado em edição extra do Diário Oficial da União (DOU).

O Palácio do Planalto anunciou também a edição de medida provisória que garante o pagamento de R$ 600 dos beneficiários do programa de transferência de renda, hoje chamado Auxílio Brasil e que voltará a ser Bolsa Família.

Outro ato assinado é medida provisória que prorroga a desoneração tributária dos combustíveis. Segundo o novo ministro da Casa Civil, Rui Costa, falou mais cedo ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, a desoneração, que acabaria ontem, 31 de dezembro, será estendida por mais 60 dias.

LEIA TAMBÉM

Neymar faz aparição relâmpago na seleção, mas não fica para ver treino

EDER TRASKINILOS ANGELES, EUA (UOL/FOLHAPRESS) - Neymar fez um treino particular no mesmo campo...

Venezuela estreia com vitória sobre o Equador na Copa América

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Venezuela estreou com vitória na Copa América. Neste...

Marisa Monte defende mais cotas para estudantes em show de 90 anos da USP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em show na USP neste sábado (22), em comemoração...