Confira dicas de como ajudar os pets na hora da queima de fogos

Published on

 


A maioria dos animais se estressam com barulhos de fogos de artifícios


|  Foto:
Flickr

 

O barulho dos fogos de artifícios podem ser um transtorno para alguns animais, com isso, os tutores também acabam sofrendo. Mas existem dicas de como tranquilizar o seu pet. Com isso, o ENFOCO conversou com o médico veterinário Sávio Bruno, que compartilhou orientações para esse momento delicado. 

O médico veterinário Sávio Bruno explicou que a principal dica é fazer companhia ao seu pet: “Esteja ao seu lado e faça-o sentir-se protegido”

Carinho e proteção é uma boa saída para aliviar o sofrimento dos animais no momento da queima de fogos. Se o bicho sofrer muito, é recomendado que os donos abrace-os para que se sintam protegidos. A companhia de humanos com os quais ele está acostumado é reconfortante em momentos de tensão.

Se possível, é indicado aos tutores manterem o pet em um ambiente fechado, que abafe o som. O pior a se fazer é deixá-lo em locais abertos, onde o som se propaga, em especial, em sacadas no alto de prédios, onde os barulhos são mais potentes.

Uma  das soluções recomendadas pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária é amarrar uma faixa cruzando o peito do bichinho, simulando um abraço, pois desse modo pode ajudá-lo a se sentir protegido. Mas atenção, não prenda os animais com coleiras. 

Nunca prenda com coleira o seu cão, mantenha-o solto, no ambiente que ele mais se sente seguro. Obviamente ele já demonstrou isso em casos antecedentes de alto estresse devido à fogos de artifício



Sávio Bruno,

Médico veterinário

  

É importante lembrar que os animais possuem audição duas vezes maior que a do ser humano, com isso, é necessário que os donos escolham cômodos silenciosos para abrigar os pets. 

Sávio ainda alerta os tutores para que crie um ambiente seguro e tranquilo: “Evite sair com seu animalzinho. Regra geral, ele se sente mais seguro dentro de casa. Aproveite e prepare o ambiente, coloque música se possível, mais tranquilas e relaxantes.”


O especialista esclarece que o carinho, cuidado e afeto são de suma importância nesse momento.

 

 “Brinque com ele ou o acaricie, se faça presente, diminua os ruídos fechando janelas e portas, que, certamente, diminuirão os ruídos dos rojões que chegam aos ouvidos tão sensíveis do seu companheiro”, afirmou o médico veterinário. 

Curtir o dia com os animais para que a noite eles não se estressem com o barulho excessivo dos fogos, pode ser também uma boa saída para que eles não se estressem. Além de oferecer a comida favorita do pet, para que ele se sinta feliz. 

Por fim, em alguns casos é válido procurar um médico veterinário que indique algum medicamento para o animal. Desse modo, os gatos ou cachorros que sofrem com o barulho dos fogos ficaram mais confortáveis com o momento. 

More like this

De capuz e máscara, Wanessa Camargo é vista em aeroporto após ser expulsa do BBB 24

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Horas depois de ser expulsa do BBB 24 (Globo),...

Tite se desculpa por comentário sobre Daniel Alves: ‘Comparação inoportuna e sem sentido’

O técnico Tite aproveitou a coletiva pós-título da Taça Guanabara, conquistada neste sábado pelo...

Luiza Brunet critica expulsão de Wanessa do BBB 24 e compartilha post sobre Davi: ‘Manipulador’

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Luiza Brunet usou as redes sociais para se posicionar...